sábado, 25 de junho de 2016

NPo Almirante Maximiano (H 41) / PWPM - Maiden Call do "Tio Max" em Santos


Em sua primira escala em Santos, atracou no cais da Mortona (Outeirinhos 1) na manhã do dia 23/06/2015, o NPo (Navio Polar) "Almirante Maximiano" (H 41) (IMO 7391294), em sua primeira escala na cidade desde sua incorporação a Marinha do Brasil.

Em escala rápida , a embarcação tem previsão para suspender às 10:00 h do dia 26.

Histórico resumido do navio, extraido do Navios de Guerra Brasileiros / NGB:

NPo Almirante Maximiano - H 41

Classe Theriot Offshore V

"Tio Max"

D a t a s

Batimento de Quilha: 20 de agosto de 1973
Lançamento: 13 de fevereiro de 1974
Entrega: junho de 1974
Incorporação (MB): 3 de fevereiro de 2009
Baixa (MB): ?

C a r a c t e r í s t i c a s

Deslocamento: 5.450 ton (máximo), 3865 ton (gross tonnage), 1159 ton (net tonnage) e 1764 (dwt).
Dimensões: 93.4 m de comprimento total e 82.21 m entre pp, 13.4 m de boca, 6.59 m de calado.
Propulsão: diesel; 2 motores diesel de 12 cilindros Caterpillar modelo 3612TA, transmissão direta, gerando 4.262 bhp cada, acoplados a dois eixos com hélices de passo fixo. É equipado com um Bow Thruster transversal.
Velocidade: 10 nós (cruzeiro) e 13 nós (máxima).
Raio de Ação: 20.000 milhas náuticas e 90 dias de autonomia.
Armamento: nenhum.
Sensores: ?.
Equipamentos: ecobatímetro multifeixe para grandes profundidades; guinchos oceanográficos e geológicos; perfilador doppler de corrente; sistema DP (posicionamento dinâmico; sistema de aquisição e análise de dados oceanográficos, meteorológicos e geológicos; sistema de comunicações mais moderno; instalação de rede interna com acesso à Internet.
laboratórios para pesquisa científica, conforme seguinte distribuição: 3 laboratórios secos, com 50 m² cada; e 2 laboratórios molhados, com 20 m² cada. Dois laboratórios secos deverão dispor de repetidoras de ecobatímetro, giro e GPS.
Aeronaves: 2 helicópteros Hélibras UH-12/13 Esquilo.
Código Internacional de Chamada: ?
Tripulação: 106 homens, sendo 76 militares e 30 pesquisadores.

H i s t ó r i c o

O Navio Polar Almirante Maximiano - H 41, ex-Ocean Empress, ex-Naeraberg, ex-American Empress, ex-Maureen Sea, ex-Scotoil I, ex-Theriot Offshore I, é o primeiro navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, em homenagem ao Almirante Maximiano Eduardo da Silva Fonseca, hidrógrafo de destaque e Ministro da Marinha de março de 1979 a março de 1984, no Governo do Presidente João Baptista de Oliveira Figueiredo. Foi construído pelo estaleiro Todd Pacific Shipyards Corp., em Seattle, Washington, onde o então casco n.º 58 teve a sua quilha batida em 20 de agosto de 1973, foi lançado ao mar em 13 de fevereiro de 1974 e foi entregue em junho de 1974, mas só iniciou suas operações comerciais em 19 de dezembro de 1978.

Ocean Empress, pertencia a empresa russa ASK Subsea/Isis Viking Ltd e estava no estaleiro Bredo Bremerhavener Dock GmbH, de Bremerhaven (Alemanha) onde sofria obras de reconstrução para voltar a operar como Navio de Apoio a Plataformas para emprego no Mar Báltico. Pela Portaria n.º 245 de 08/08/2008 do CM foi criado em caráter temporário o Grupo de Recebimento do Navio Polar Almirante Maximiano (GRNPOM), subordinado a Diretoria-Geral do Material da Marinha, inicialmente funcionando no Brasil e depois transferido para Bremerhaven na Alemanha. O GRNPOM composto por oficiais e praças da tripulação de recebimento teve como Encarregado o então Capitão-de-Fragata Sérgio Ricardo Segóvia Barbosa que foi efetivado no comando quando o navio foi incorporado a Marinha do Brasil na condição de Navio Isolado, quando o Grupo foi extinto. Em 27 de agosto de 2008 foi assinado convenio entre a Marinha, o Ministério da Ciência e Tecnologia - MCT (por intermédio da Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP) e a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (FUNDEP) com recursos não-reembolsáveis no valor de R$ 69 milhões para o projeto e o navio foi adquirido 3 de setembro de 2008.

Foi submetido a Mostra de Armamento e incorporado a Armada em 3 de fevereiro de 2009, em cumprimento as Portarias n.º 389 de 19/12/2008 e n.º 4 de 12/01/2009 e a Ordem do Dia n.º 1/2009 do EMA, em cerimônia realizada em Bremerhaven (Alemanha), presidida pelo CEMA AE Aurélio Ribeiro da Silva Filho. Naquela ocasião assumiu o comando o Capitão-de-Mar-e-Guerra Sérgio Ricardo Segovia Barbosa.


Fotos: Silvio Roberto Smera - 23/06-2016
Fonte: Navios de Guerra Brasileiros - NGB
Postar um comentário